Emoções se misturam

Por Carol

1.jpg

Nossa ideia sempre foi trazer aqui casas e apartamentos da vida real. Já dissemos neste link sobre o que torna uma casa feliz, e geralmente nas pesquisas que fazemos percebemos que apartamentos com cara de decorado já não emocionam mais. Sabe aqueles lugares em que tudo combina com tudo, a organização impecável congela, intimida a gente? Pois é, ficaram para trás. O Projeto Hestia acredita em lares onde se jogar no sofá ou deixar o cachorro rolar no tapete trazem um sorriso. E este é mais um deles!

ipanema-7

1b.jpg

Em Ipanema, no Rio de Janeiro, os moradores tiveram a ajuda do designer de interiores Newton Lima para realizar o sonho de sentir o apê de 200 m² mais caloroso, com a personalidade deles. “Jovens, carioquíssimos e independentes desde muito cedo, tiveram vivências individuais fora do Brasil, algo que pode ser conferido na riqueza de obras de arte e quadros trazidos dessas experiências”, ele conta.

1c.jpg

O clima do Rio de Janeiro rendeu a mistura boa de se ver, sobre uma base branca. “É  minimalista com ressalvas, colorido com requinte e discrição”, conclui Newton. Móveis de design, como a poltrona Mole de Sergio Rodrigues, são notáveis na sala. Materiais que resgatam um passado afetivo, como a palhinha, também estão ali.

2.jpg

É um lar que olha para o futuro também. A ousadia da luminária Birdie, de Ingo Maurer, uma fotografia impressa em metacrilato de Laurent Cherere e estampas geométricas dos tapetes Dhurrie dão aquele alto astral ao resultado. Esse talvez seja o segredo de uma casa sem cara de decorada: um mix que mostre sua personalidade e se traduza em pequenos detalhes, que vão se complementando. Um lugar maduro, assim como a personalidade de quem o habita: leva tempo para descobrirmos do que gostamos de usar, não é mesmo?

4.jpg

Para ter um lar assim é preciso se conhecer bem – mesmo que você contrate um arquiteto para ajudar, mesmo que você participe pouco por falta de tempo, saiba o que te fará feliz todos os dias, ao chegar da rua. Encontrar uma casa que te abrace é essencial para deixar o estresse lá fora. Já falamos disso aqui neste link. Mais uma dica fundamental, aprendida nos últimos tempos: faça uma curadoria muito rigorosa do que entra na sua casa. Pare de acumular, torne seu lar um espaço livre e leve, e veja como sua atitude perante a vida se transforma!

4a.jpg

5.jpg

6 b.jpg

6.jpg

Fotos: Denilson Machado/Divulgação

Veja mais casas que publicamos aqui no Álbum.