De perder o fôlego na inspiradora Pedra Azul

Por Carol Scolforo

CasaLilia_4

As pessoas oferecem o que possuem de melhor dentro delas. Essa é uma verdade poética que também diz respeito à casa. São essas sensações que fazem carinho na alma, a sensibilidade maior que acoberta todos os metros quadrados de um lar.

casa pousada_Original

Para falar da casa da empresária Lilia Mello, não poderíamos deixar de citar isso. Ela quer que as pessoas tenham as melhores experiências, que a vida seja mágica, assim que entramos em sua propriedade, chamada de Rabo do Lagarto. Situada no mais belo cartão postal do Espírito Santo, a cidade de Pedra Azul, sua pousada (que tem esse nome e também engloba sua casa linda) é feita de encantos.

casa de entrada_Original

Em uma visita de fim de semana, é possível se apaixonar pela vista, mas também por Lilia, uma pessoa doce que sempre quer surpreender. Da chegada (onde você escolhe um sabonete) ao café da manhã divino, tudo tira o fôlego. Seu olho para a decoração faz toda a diferença, de verdade. A pousada, assim como sua casa, não precisaria ser bela, já que a paisagem (com vista exclusiva da Pedra Azul) e as flores exuberantes do entorno fazem muito bem seu papel.

CasaLilia_3

Mas, como se não bastasse, ela decorou cada quarto para seus hóspedes. Em um deles, maior, é onde vive com o marido, Enéas Vianna, quando não está viajando para algum canto do mundo. Eis aí um segredinho da Lilia: ela garimpa em vários lugares louças, pratarias e artigos diferentes para suas mesas incríveis. Na morada do casal, tudo está bem à mão e com conforto. Um quarto gostoso, com roupa de cama caprichada, cheia de almofadas e rolinhos. Uma sala com lareira, porque ali as temperaturas baixam e permitem que tudo.

CasaLilia_6a

Os sentidos da casa, por Lilia Mello

Para degustar… “Pão italiano no forno, com queijo gruyère, salsicha de Berna e mostarda escura. É uma delícia, o gosto principal da nossa casa. De sobremesa, doces em calda”

Para ver… “Acordo todos os dias com a vista da Pedra Azul. Todos esses dias eu digo: ‘Uau!’, não quero me acostumar nunca”

Para ouvir… “Os passarinhos. Canários-da-Terra me acordam às 5h30, e um sanhaço lindo acaba de fazer ninho na minha varanda”

Para o toque… “Meus lençóis de algodão egípcio, sempre fresquinhos, são uma textura deliciosa”

Para sentir o aroma… “alecrim. É a erva que sentimos cheiros e que levamos à cozinha sempre”

CasaLilia_5

Fotos: Felipe Araújo