8 Coisas que causam estresse em casa sem você saber

O chuveiro que está vazando, a torneira que precisa trocar a carrapeta, a porta que emperrou: sabe essas coisinhas pequenas que você deixa pra resolver depois? Dia desses, eu vivi na prática: a torneira da cozinha estava começando a dar defeito. Foi o começo do fim.

Depois de um dia cansativo fora de casa, chegar, tirar os sapatos e relaxar era tudo o que eu (e tanta gente que conheço) deseja. O fim de um dia merece uma cereja de bolo: momentos calmos, comidinha leve, livros ou uma série na TV…

Em vez disso, uma casa cheia de pequenos reparos a serem resolvidos se anuncia e tira a paz de qualquer pessoa! Pesquisando, descobri mais coisas que podem causar estresse sem que a gente perceba. Eu poderia encontrar alguma pesquisa científica que respaldasse, mas por ora conto com o bom senso mesmo. Inconscientemente deixamos de notar essas coisinhas – elas acabam sendo invisíveis mesmo, no dia a dia.

E coisinhas pequenas vão se tornando monstros em uma casa. Sabe a minha torneira? Tive uma DR brava com meu marido sobre lavar louça – e olhe que ele lava, dividimos bem as tarefas. Era pura irritação do momento mesmo. Veja a lista:

1 – Piso sujo

O prazer de tirar os sapatos quando você chega em casa é indescritível? Então mantenha o piso limpo, e evite entrar com calçados nela. Sabe aquela areia que fica no chão? Pode ser extremamente irritante, sem que você note.

2- Bagunça

De vez em quando pessoas compartilham que quem é criativo é mais bagunceiro. Deve dar orgulho dizer isso pra quem não consegue se organizar, mas a verdade é que é exatamente o contrário. A bagunça pode inclusive atrapalhar o rendimento e a estruturação de ideias.

3- Casa toda fechada

Ela fica abafada e vai te causar uma sensação ruim. É essencial abrir as janelas ao acordar e à noite, pelo menos. Se não dá pra ficarem abertas durante o dia, deixe pelo menos uma fresta. Os ambientes ficam mais leves com a circulação do ar.

Das Haus 2016, Sebastian Herkner, imm cologne 2016

4- Quarto conectado

A automatização da vida é inegável – e inclusive eu sou uma entusiasta de ter todo tipo de ajuda das máquinas em casa – mas cuidado pra não automatizar demais esse ambiente que precisa tanto ser relaxante. Luzes de stand-by ligadas à noite, TV até altas horas, luz branca são exemplos que tornam o quarto um espaço irritante, mesmo que esteja visualmente calmo.

5- Cama bagunçada

Sabe aquela roupa de cama amarrotada, ou sem trocar há mais de uma semana? Também contribui com a irritação. Lave semanalmente, no mínimo, pra não ter problemas com alergia. A poeirinha que fica nos lençóis e as células mortas contribuem deixando um cheiro ruim, que pode impregnar o quarto.

6- Espaços escuros

Quando você não pode abrir as janelas (por causa dos vizinhos), e precisa acender a luz em qualquer momento do dia, a melhor dica é mudar de casa. Acredite, isso vai te incomodar alguma hora, sem que você perceba.

7- Vazamento, infiltração, mofo e por aí vai

Não espere o marido consertar. Chame alguém que tenha experiência nesse tipo de reparos e pare de se estressar. Quanto ao mofo, há tutoriais no Youtube, mas às vezes só funciona mudando de casa mesmo. Mas resolva, você não merece uma casa que não funciona!

8- Cuba que respinga, cadeira alta demais…

O modelo era lindo na loja e você se apaixonou de cara! Acredite, aconteceu aqui. Em casa, tendo meninos como maioria na família, era irritação certa chegar e ver a pia do banheiro toda molhada. A cuba era muito rasa e a toalha ficava longe dela – dois erros que juntos dão em estresse. Cadeira inadequada para o home office também é um problema daqueles bonitinhos, mas ordinários.

Daria pra citar muitos outros pequenos elementos que roubam nossa energia secretamente, silenciosos, dia após dia sorrateiros diante dos nossos narizes. Mas se você resolver esses, já dá pra ficar em paz, não?

Siga-nos no Instagram que lá tem conteúdo diferente todo dia.

É bom ter plantas no quarto?

Quando um dinamarquês está triste, ele já sabe: deve se reconectar à natureza. Logo ele busca uma floresta e ganha novas energias. Vi esses dias em um documentário que explicava a força desse elemento sobre o índice de felicidade deles, que é altíssimo.

Casa no campo

Sim, mesmo em temperaturas geladas, mesmo que não tenham samba como nós, mesmo que…tantas coisas mais que acreditamos trazer a felicidade! E nada disso faz tanto sentido quanto a natureza para um dinamarquês.

Efeito comprovado

6944f088a1292102ef792ff74494c592

O efeito benéfico das plantas nos lugares em que habitamos é amplamente comprovado pela ciência. Um estudo feito em 2008 pela Sociedade Americana de Ciências da Horticultura concluiu que as plantas podem ser parte importante da cura em um quarto de hospital após uma cirurgia.

A amostra envolveu 90 pacientes que se recuperavam de uma operação para remoção do apêndice. Os que receberam flores e plantas em seus quartos de hospital no pós-operatório precisaram de menos remédios, tiveram respostas fisiológicas mais positivas.

Eles tinham ainda menor pressão arterial sistólica e frequência cardíaca, menores avaliações de dor, ansiedade e fadiga. Os sentimentos positivos e a maior satisfação com seus quartos também aumentou no final.

Menos estresse

Em outro estudo (esse mais recente), os cientistas propuseram que algumas pessoas passassem pelo menos 10 minutos por dia em contato com a natureza. No fim, era avaliada a quantidade de cortisol, hormônio associado ao estresse, circulando pelo organismo dessas pessoas. Descobriram que quando as pessoas se expunham à natureza mais de 3 vezes por semana, por mais de 20 minutos, havia as menores taxas de estresse.

Experiência própria

_4244

Sempre amei ter plantas dentro de casa – até mesmo no quarto. Há muitos mitos espalhados por aí: plantas fazem mal, atrapalham a troca de oxigênio com o ambiente, e por aí vai…Mas esqueça tudo isso. Na prática, os médicos dizem que não há problema em ter plantas por perto – inclusive, no trabalho, na sala de estar, no banheiro e no quarto elas são bem-vindas.

Nueva_030

Enquanto não há pesquisas especificas que falem sobre benefícios de ter plantas no quarto, digo os que sinto ao vê-las: de manhã, já acordo mais animada. O verde me traz sensações boas de vigor e isso é essencial para o meu dia começar bem.

bedroom bulb interior decoration lamp

O que me incomoda mesmo é quando mato uma planta. Por isso, ao longo da vida, percebi que essas são as plantas que melhor sobrevivem no quarto:

Suculentas

plantas suculentas

Em vasinhos pequenos, ficam lindas ao lado da cabeceira. Aposte nelas ou num aquário pequeno com um jardim delas!

Crótons

Simpática, essa planta sobrevive em lugares fechados, sem receber luz direta do sol. Mas abra as janelas pelo menos uma vez ao dia – experiência própria, elas amam.

Árvore da felicidade

Essa eu nunca tive, mas lembro de uma tia que teve e dava certo. Vale fazer a experiência e se ela começar a desistir, troque de lugar.

plantas no quarto - foto de Carol Scolforo

No showroom da Gervasoni, no Salão de Design de Milão 2019, essa árvore no quarto me chamou a atenção. Repare na iluminação especial, que fez toda a diferença para dar destaque a ela.

Zamioculca

É uma graça e fica linda numa mesinha no canto do quarto. Também é difícil matar essa planta, ainda bem! Já tive e ela sobreviveu…hehe

Lança de São Jorge

É bem resistente, mas não muito recomendada para quem tem bichos. Aliás, para quem tem bichos, a dica é colocar as plantas no alto – eles são curiosos e mordem mesmo. O resultado é que a planta não gosta, e o gato ou cachorro pode passar mal.

Peperômia

Essa eu tenho aos montes na minha casa. É difícil matar uma peperômia e se você fizer isso, sugiro que só tenha mesmo plantas artificiais…

Imagens:

1 e 2 – Pixabay; 3 – acervo Hestia; 4 – nueva; 5 e 6 – Burst, Pexels.com; 7 – Carol Scolforo