25/05/2020
Buscar
EnglishPortuguese

A arte preserva a saúde humana

Se o ser humano quisesse apenas sobreviver neste mundo, a arte não faria sentido. Mas, repare: desde as cavernas desenhamos as paredes, com o desejo de expressar, registrar, contar aos descendentes sobre nossas vidas, dores,

Se o ser humano quisesse apenas sobreviver neste mundo, a arte não faria sentido. Mas, repare: desde as cavernas desenhamos as paredes, com o desejo de expressar, registrar, contar aos descendentes sobre nossas vidas, dores, prazeres e momentos. E a ciência agora comprova que a arte é essencial à vida humana, no sentido de preservar nossa saúde. A notícia é fresquinha.

Por Carol

Beatriz Milhazes - Marola-James-Cohan-2015.jpg

Vem da Universidade da Califórnia, Berkeley, nos Estados Unidos, a pesquisa conclusiva. Experiências inspiradoras e impressionantes fazem bem para o organismo, de acordo com os estudiosos. O estudo foi feito com 200 pessoas jovens, que deveriam responder sobre as emoções do seu dia. Ao mesmo tempo, os cientistas mediam os níveis da proteína citocina nas mucosas bucais dos entrevistados – se a substância estivesse em grande quantidade, significaria que passaram por estresse naquele dia. Mas, para grande surpresa dos pesquisadores, a maioria dos voluntários que teve contato com a arte passou por emoções positivas e apresentou baixos níveis de citocina. Motivo suficiente para pendurarmos quadros pelas paredes de casa já!

doris-salcedo-premio-nasher-sillas-noticias-totenart1.jpg

O estudo concluiu que atividades similares a visitar uma exposição de arte, como assistir a um filme tocante ou ouvir uma boa música garantem benefícios reais à saúde. Ou seja: por mais estressante que seja seu dia, a arte pode ser um refresco em pelo menos alguma meia hora, vai? Diz pra mim se não vale a pena deixar de lado a rede social por um momento e folhear um livro de arte? Pode te trazer a tal “inspiração” tão preciosa…

frida-p.jpg

Particularmente, entendo a arte como nutrição do sentido mais subjetivo que temos. No mínimo, vejo as dores do outro e identifico as minhas. O traço, algo realmente único que nos diferencia, transfere emoções e energia, em impacto imediato ou não. Para quem vai de peito aberto a uma exposição famosa ou anônima, impactante, polêmica, dramática, ou nada disso… há sempre um presente emocional à espera – algo vai incomodar, tirar o fôlego ou fazer pensar! E isso é essencial à vida humana.

Fotos: 1 – Ron Mueck/Divulgação. 2 – Exposição de Beatriz Milhazes/DurhamPress. 3 – Instalação de Doris Salcedo/Totenart.com. 4 – Frida Kahlo/ DarkroomStylist.com

Algumas das imagens utilizadas são de divulgação. Se você é autor de uma ou mais delas, e não foi devidamente citado, entre em contato conosco aqui.

projetohestia@gmail.com

Onde habita o coração! A essência simbólica de Hestia: deusa grega do lar que preside a chama que alimenta a vida nas casas, nas cidades, no mundo ... O Projeto Hestia é uma proposta de celebração da casa, do cotidiano, da vida doméstica, da rotina, das pequenas coisas que configuram a experiência sensorial de habitar os espaços construídos. Aqui, acreditamos que o exercício diário de morar pode, e deve, ser uma oportunidade para a promoção de felicidade!

AVALIE
NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta