Um lugar para chamar de seu…

Quando pensamos em bem-estar físico e emocional no espaço doméstico é inevitável que pensemos em conforto, privacidade, segurança e prazer estético. A casa é, com certeza, o lugar no qual podemos vivenciar nossa singularidade da forma mais autêntica possível. Sem nos exigir o cumprimento de normas e regras sociais pré-definidas por terceiros – como ocorre no trabalho, na escola e em todos os espaços públicos – a casa nos oferece um território particular, onde o nosso desejo reina. Mesmo quando compartilhamos a moradia com outras pessoas, familiares ou não, há na casa uma fronteira muito clara entre o meu espaço e o do outro, e essa fronteira é o quarto. O quarto é, por excelência, o território privado no qual é possível levar às últimas consequências nossa visão particular do mundo, nossa individualidade.

Por Angelita 

eb80ba820adfeed018d7b87c9fd0557b

Ser um indivíduo, distinto do grupo, é poder expressar o que pensamos e sentimos intimamente. No quarto, na proteção da alcova, é possível construir esse nicho espacial no qual nos reconhecemos e a nossos desejos sem nos preocuparmos com os julgamentos alheios. Em função disso, o quarto também é nossa fonte “geográfica” de energia, o lugar no qual nos recuperamos dos desgastes diários, sejam estes emocionais ou físicos. Nesse espaço sagrado nos desconectamos das obrigações diárias e entramos em contato com o mundo imaginário da mente inconsciente e dos sonhos. No sono repomos parte significativa dos recursos energéticos necessários para a manutenção da saúde física e emocional. Similarmente, e ainda em sua função recuperadora, o quarto é o reduto do delírio, da imaginação e do prazer, no qual nos permitimos realizar nossas fantasias mais íntimas e inconfessáveis. Nessa intimidade, solitária ou a dois, reorganizamos a direção e o emprego das emoções e dos pensamentos que nutrimos. 

80b1277dab08d64672b3ba53a68dedea

Nossos pensamentos e emoções, portanto, emergem e se transformam nessa fronteira pessoal que é o quarto, repondo nossas energias e nutrindo o que entendemos como sendo nossa identidade. Nesse sentido o quarto ideal precisa oferecer condições para que o corpo e a mente se reabasteçam: descansando, relaxando, imaginando, pensando, sentindo, fruindo com prazer sensorial e sensação de privacidade.

 

Algumas das imagens utilizadas são de divulgação. Se você é autor de uma ou mais delas, e não foi devidamente citado, entre em contato conosco aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s